No último post, falei para vocês sobre a nossa aventura no Mediterrâneo Oriental e a nossa escolha por um cruzeiro no Navio Zenith. O pacote incluia um roteiro de 8 dias, por 5 países e 3 continentes, além de um vôo Madri-Atenas ida e volta. Sweet… Só que nós já tínhamos passagens Rio-Paris e teríamos que fazer um “esforço” para fazer um pequeno desvio e dar uma “chegadinha” nas terras madrilenhas. Hehehe! Mas, na hora “H”… quem disse que a pessoa aqui quis sair de Paris para ir a Madri? (Eu tenho esse problema… Eu chego em Paris e não quero ir embora… Vai entender?) Dissemos um polido “No, muchas gracias…” para o regalo da espanhola Pullmantur e resolvemos encarar um vôo, por conta própria, de Paris para Atenas! Só para apimentar mais ainda a história!
{ Olympic Air }

Assim que entramos no avião da companhia aérea grega, a Olympic Air, percebemos que estávamos rumo a uma experiência diferente de todas as outras que já tínhamos vivido. Imaginem aeromoças com cachos trabalhados na “permanente” (isso ainda existe?) e maquiagem carregada, com direito a sombra azul “cheguei” e batom vermelho “Elke Maravilha”… E nem foi necessário pisar em solo grego para nos depararmos com o desafio do idioma. Já no avião tivemos uma amostra do que nos esperava! Mal tinha deixado Paris e meu Francês ali já não servia de nada e o Inglês passou a ser uma interessante ferramenta de comunicação… Até tentando falar Inglês, os gregos continuavam falando Grego! Uma comédia! E eles falavam tão rápido e tão enrolado, que mais pareciam estar num duelo de trava-línguas de mafagafinhos! Hahaha!
Aeronave da Olympic Air, empresa que já pertenceu ao multimilionário Aristóteles Onássis.
Por outro lado, a Olympic Air nos cativou com o seu serviço pontual e com mimos “extravagantes”, para quem está acostumado a andar de Gol e outras companhias aéreas da vida… Nada de barrinha de cereal ou mini-pacote de biscoitos, não senhora! O vôo já começou com um belo jantar, com direito a prato tradicional grego bem quentinho, a moussaka, uma espécie de lasagna gratinada de berinjela e carne moída (a qual se tornaria um vício para meu dileto esposo, mais tarde…). Um carinho para o estômago. Nossas pernas também agradeceram um espaço extra entre as poltronas, durante as 3:30h de duração do vôo Paris-Atenas… A Olympic Air deixou a Air France, a Iberia, a KLM e outras companhias aéreas européias, literalmente no chinelo. Ponto para eles!
Não era nenhuma primeira classe… Mas, havia mais espaço para as pernas longas do maridão, hehehe! 
{ Do aeroporto ao centro de Atenas }
Atenas nos impressionou com seu aeroporto e o metrô integrados, super modernos e práticos, mesmo pra quem estava com malas. Pegamos o metrô até a estação da Akropoli (Acrópole). O nosso hotel ficava bem pertinho, bem fácil de chegar. No aeroporto mesmo, antes de seguir para o metrô, comprei um mini-dicionário de Grego. Estava determinada a me comunicar e passei o trajeto inteiro do aeroporto até a estação Akropoli ensaiando algumas frases, confiante que só… (#aloka), kkkk! 
“Hummmm… Como se diz ‘por favor’? Aqui,,, ‘Paraka…’ quê?”
Já dentro do trem do metrô,  pegamos a linha 3 do aeroporto, em direção à estação Egaleo.
Depois, deveríamos saltar na estação Syntagma e pegar a linha 2, sentido Aghios Dimitrios,
e saltar na estação seguinte, a Akropoli. Piece of cake!
Assim que saímos da estação do metrô, tentei pedir informações a uns transeuntes, para saber pra que lado ficava o hotel. Nenhum deles falava Inglês. Já era tarde e quase tudo estava fechado. Ensaiei algumas palavras, mas na hora H, só saía “parakaló” (por favor)… Eles fechavam a cara e eu esquecia o resto, hahaha! Os caras não aliviaram mesmo! Não deram nenhum desconto para a iniciante aqui! Não era bem o que eu esperava… Achava que eles fossem alegres, barulhentos, receptivos… Praticamente italianos! Mas não…  À primeira vista, acabamos achando os gregos antipáticos e mal humorados. Sorte que o hotel ficava a uns 150m de lá.

{ Royal Olympic Hotel }
Já passava de meia-noite quando chegamos ao Royal Olympic, um hotel bem-localizado e com uma honrosa pontuação 8,4, no Booking. O marido tinha escolhido o hotel minutos antes de irmos pegar o avião para Atenas… “Ok… Perto do metrô, do lado da Acrópole… Esse está ótimo!” Nem me deixou fazer minha pesquisinha “básica” para achar um hotel boutique cheio de charme, do jeito que a gente gosta… Ah, dava tempo, vai… 
Uma estátua bem… grega.
Mortos de fome e premidos pelo horário, fomos nos defender no bar do hotel, com direito a uma vista desbundante para a Acrópole (ou Acrópolis) e o Templo de Zeus.
O Wagner bem descansado no bar, na cobertura do hotel, admirando a maravilhosa vista…
… Eu! É claro! Ora… Pra quê ficar olhando para o Parthenon e coisa e tal..? Hahaha!
A vista para o Templo de Zeus, vinha no pacote.
O Parthenon, dando o ar da sua graça na nossa “ceia”… 
Até que estava razoável aquele misto-quente do bar…
O hotel? Uma coisa! Sabe o filme Casamento Grego? Sabe aquele salão cheio de colunas e ouros e excessos? Então… Acho que se inspiraram no nosso hotel, hehehe! Nosso quarto era enorme e razoavelmente limpo, mas de uma opulência brega que só vendo… Dourado. Aveludado. Cômico. Clichê. 
Não me entenda mal… O hotel era muito bom… Só não era bem o nosso estilo…
Frutas e vinho grego de boas-vindas… Foram bem apreciados…
De manhã, corremos pra tomar o café, já que o check out era às 11h, um pouco mais cedo do que estávamos acostumados em outros hotéis. Confesso, que costumamos perder os cafés nos hotéis em que ficamos, mas esse eu não queria perder de jeito nenhum! De dia é que a vista deveria ser uma belezura mesmo! E era…
E fomos aproveitar nosso dia em Atenas, antes de corrermos para o embarque no navio, o ZenithRealmente, a localização era ideal. Andamos bem pouquinho pra ir à Acrópole. Em uma palavra: imperdível! Mas, isso fica para o próximo post…
Não perca na continuação da série:
Passeio na Acrópole e em Plaka
Embarque no Zenith
Um dia no Egito: pirâmides e rio Nilo
Ida à Terra Santa: Jerusalém e Galiléia
Impressões de Limassol, em Chipre
Uma experiência em Marmaris, na Turquia
………………………………………………………………………………………………………………