É outono em Paris. Se na primavera, Paris adquire um tom rosa e uma atmosfera mágica (já falei da primavera em Paris aqui), no outono ela veste uma outra roupagem. Não menos chique e glamurosa, a cidade revela seus tons alaranjados e acobreados. Isso nos dias em que ela se deixa beijar pelo sol. Esses são dias mágicos, acarpetados por um tapete de folhas amarelas que caem das árvores e forram seus caminhos. Nos outros dias, chove. Mas, nem o mau tempo estraga o passeio. Paris também fica encantadora sob a chuva…

Só pra provar como Paris é linda nessa estação, vou mostrar algumas fotos que tiramos no último outono em Paris! Agora, de barrigão, vou ficar aqui só na saudade, enquanto dou dicas pra vocês dos meus lugares favoritos para se visitar, nessa época do ano…  Ah, e o mais importante! São dicas para vocês aproveitarem, sem gastar um euro! (Ok, só para o transporte, de um lugar ao outro, talvez… Rsrs!) Espero que vocês gostem! ;)

Manhã de Outono em Paris

Vista da Torre Eiffel, do Jardin de Tuileries. Passeio totalmente “0800”.

Lindas copas das árvores em Tuileries.

Ainda no Jardin de Tuileries, um tapete de folhas daqueles de dar inveja às fotos da National Geographic. Rsrs!

Eu não resisti e parei para uma foto.  A vontade era me esparramar naquelas folhas fofinhas e deixar o tempo passar…

Mas, eu não estava sozinha! Um casal de noivos também queria aproveitar o cenário bucólico para uma e-session.

Depois, corra para um passeio às margens do rio Sena. É uma delícia observar os movimentos dos barcos e das pessoas… As árvores à sua margem também ficam encantadoras. Escolha uma das pontes e páre para um breve piquenique, que você merece! Só não esqueça de um detalhe: é proibido levar bebidas alcoólicas a esses lugares públicos. Uma vez, eu e Wagner levamos uma garrafa de champagne e nos demos mal…  O guardinha correu atrás da gente e tudo! (Que exagero! A própria “drama queen”) Hehehe! Agora, aprendemos.

Margeando o Sena, você chega à Île de La Cité. Esse aqui é um dos meus cantinhos prediletos nessa parte de Paris: a Place Jean XXIII, que fica escondidinha atrás da Notre Dame, em direção à Île de Saint Louis.

Mais um lugar especial é o Jardin de Luxemboug. Amo ver os parisienses, mesmo de terno, fazendo uma pausa no trabalho, só para apreciarem seus croissants ao sol. Daí, eles tiram seus livros do bolso e se põem a ler, sem pressa. Outra cultura, outro ritmo de vida.

Coreto fofo no Jardin de Luxembourg e mais folhas outonais.

Tarde de Outono em Paris

Outro passeio imperdível é o Jardin de Plantes. Ele fica um pouco fora dos circuitos mais tradicionais, mas fica logo ali… Do lado do Quartier Latin, às margens do Sena.

Programinha romântico que só… Amo!

Mais cores de outono pra encher os olhos…

Não pode faltar a Place des Vosges, uma das muitas jóias do Marais, nesse roteiro de outono. Existem várias entradas para essa praça. Essa aqui é uma das minhas prediletas, passando da Rue de Saint Antoine, por dentro do Hôtel de Sully, construído entre 1625 e 1630. Lá, você também encontra uma livraria muito gostosa de se passar o tempo…

 

Então, você chega à Place des Vosges, um oásis de tranquilidade escondido no meio do Marais. Essa é a praça mais antiga de Paris, construída em 1606.

Gente, como eu amo esse lugar. Se não fossem os sons animados das crianças e das famílias aproveitando o parque, eu quase poderia jurar ouvir o Cardeal Richelieu em suas tramas políticas… Ou Victor Hugo, recitando trechos do seu “Les Misérables”. Esses, dois ilustres moradores do local.

 “A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.” Verdade. Uma das frases de Victor Hugo.

Então, cai a tarde em Paris. E por cima das sacadas e telhados baixos, você se entrega à contemplação, enquanto o sol se põe. Lenta e douradamente, com uma tímida Torre Eiffel ao fundo.

Essa é vista lateral do hotel em que ficamos, dessa vez, o Madison Hôtel. É um boutique hotel bem bacanoso, que fica em frente à Eglise Saint Germain de Prés. A localização é excepcional, os quartos ótimos. O Café des Deux Margots fica do lado, o metrô na porta e Saint Germain inteira aos seus pés para você explorar. Um dia falo mais pra vocês sobre esse hotel… Um defeito: se você não aproveitar uma daquelas promoções de arrepiar (que foi o que a gente, que não é bobo nem nada, fez), corre o risco de morrer numa grana… Só avisando…

Noite de Outono em Paris

O Sena te chama de volta às suas margens. De lá, você aproveita Paris iluminada e passeia por suas pontes. A mais gostosa é a Pont des Arts, uma ponte de metal exclusiva aos pedestres. Nesse lugar, você troca juras de amor eterno com seu marido/noivo/namorado, selando a promessa com um cadeado que deverá ser cuidadosamente atrelado à grade da ponte. As chaves devem ser jogadas ao rio.

De lá, você pode dar um pulinho no Odéon, pegar um cineminha e jantar no Bistró Pére e Filles, um dos meus prediletos em Paris. Esse merece um post só dele, em breve…

Ou, se você se animar, pode dar uma esticadinha em Montmartre. Essa é uma boa alternativa para programa noturno. Lá, aliás, é um lugar muito gostoso de se desfrutar um pôr do sol… Enquanto isso, você senta nas escadarias em frente à Sacre Coeur, ouve os artistas de ruas (que muitas vezes são bem bons…) e devora um crepe, sem culpa.  Dos prazeres bons e baratos em Paris…

Bem, daqui por diante, você passa a conferir mais e mais dicas dessa cidade encantadora, aqui, no nosso Guia de Paris. Você também ama Paris no outono? Conta pra gente as suas experiências! =)

Fotos: Juliana e Wagner Bragança