Enfim…sábado! E com ele, se aproxima o próximo feriado: dia 20 – Dia de São Sebastião do Rio de Janeiro, o padroeiro da cidade. Por conta disso, minhas filhas e seus respectivos (marido e noivo) resolveram ir para São Paulo. Ôba!!! Tempo para eu descansar dos preparativos, ir à praia (estou mais branca que cera!) e para namorar um pouquinho o meu maridão, é claro!

Com mais tempo disponível, comecei a pensar sobre alguns assuntos relativos ao casamento (não podia ser outra coisa, né?…rs) e até fiz uma lista de providências a tomar que postei aqui na coluna ao lado. Nossa! Não imaginava que eram tantas!
Mas, para refrescar um pouco a cabeça, comecei a pensar em outro assunto também de meu grande interesse: DOCES! Não que eu seja uma exímia doceira, mas de vez em quando me aventuro pela cozinha e todos aplaudem o resultado. Tenho algumas receitas, não só de doces, testadas e aprovadas, que de vez em quando compartilharei com vocês, como um estímulo para as noivinhas.

A primeira delas será a de um manjar, cuja receita uma amiga me deu na academia, e que eu resolvi fazer para o almoço de Natal. Posso adiantar que, dentre os vários doces que havia (e não eram poucos!), foi o primeiro a acabar. Todos foram unânimes em elogiar e pedir bis. A receita faz juz ao seu nome. Aí vai ela:

MANJAR DOS DEUSES
Ingredientes:

1 litro de leite de vaca
3 colheres (sopa) cheias de maizena
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 garrafa (200ml) de leite de coco
1 pacote (100g) de coco ralado

Modo de fazer:
1º) Bata todos os ingredientes no liquidificador.
2º) Leve a mistura ao fogo para engrossar bem. Se precisar, coloque um pouquinho mais de maisena dissolvida em um pouquinho d’água.
3º) Despeje esse creme numa forma grande com furo no meio já untada com uma calda caramelada.
4º) Leve ao refrigerador e desinforme depois de gelado.
5º) Enfeite com ameixas em calda e coco ralado.

Calda caramelada:
1 xícara (chá) de açúcar
1/3 xícara (chá de água)
Na própria forma, misture o açúcar com a água. Leve ao fogo médio e deixe ferver, sem mexer, até dourar e engrossar. Deixe que esfrie e unte toda a parte interna da fôrma.
DICA: Quando ainda está quente a calda aparenta ser muito mais rala do que quando está em temperatura ambiente. Quando esfria fica bem melhor de espalhar na forma, pois forma uma camada mais espessa. Uma boa idéia é ter sempre um pouco de calda preparada, guardada em um vidro bem fechado. Não precisa colocar na geladeira.

Tenham um ótimo final de semana e deliciem-se com a receita!